Os 10 textos mais acessados do Café História em 2020

O ano de 2020 no Café História não foi marcado apenas pela pandemia do novo coronavírus. Regulamentação da profissão de historiador, veto de Bolsonaro e liberalismo estiveram em alta no portal.

Em nossa pequena retrospectiva, fomos atrás dos 10 textos mais acessados do Café Historia no ano de 2020. São artigos, bibliografias comentadas, entrevistas e notícias publicadas entre o dia primeiro de janeiro e 31 de dezembro. Os dados foram obtidos através da plataforma Google Analytics, que nós utilizamos desde o início do projeto.  

No ano da pandemia do novo coronavírus, a regulamentação da profissão de historiador – aprovada pela câmara e pelo senado – movimentou bastante o nosso site, ocupando algumas posições da lista geral, que engloba as nossas quatro categorias de texto. Mas teve conteúdo também sobre a pandemia na lista dos mais acessados, como nosso artigo sobre a origem da Cloroquina. Artigos sobre Holocausto, jogos online e liberalismo não ficaram de fora e fizeram bastante sucesso entre os leitores. 

Abaixo, você pode conferir duas listas dos mais acessados: a primeira engloba artigos, bibliografias comentadas e entrevistas; a segunda, por sua vez, engloba apenas notícias. Clique no link para conferir cada um.

PosiçãoTextoTipoAutor(a)
1Por que os aliados não salvaram os judeus durante o Holocausto?ArtigoBruno Leal
2A “Paz de Vestfália”: um marco das relações internacionaisArtigoBruno Leal
3A medicina não é suficiente: por que precisamos das ciências sociais para acabar com essa pandemiaArtigoLaura Chaparro
4O que é o liberalismo? O que significa ser liberal?ArtigoDaniel Carvalho
5Um reino colonizado que se tornou império: a Núbia antigaArtigoRennan Lemos
6Como é o mestrado em História?ArtigoBruno Leal
7O homem que lançou as bases do Sistema Único de Saúde (SUS)ArtigoCristiane d’Avila
8Regulamentação da profissão de historiador no Brasil: muitas oportunidades e um risco considerávelArtigoBruno Leal
9A origem da cloroquina: uma história acidentadaArtigo André Felipe Cândido da Silva
10Os povos indígenas e a questão do trabalho no Brasil colonialArtigoJosé Inaldo Chaves Jr
PosiçãoNotíciaAutor(a)
1Professor de História desenvolve jogo inovador utilizando apenas formulário do GoogleBruno Leal
2Bolsonaro veta integralmente projeto de lei que regulamenta a profissão de historiadorBruno Leal
3Derrotado, Bolsonaro promulga Lei que regulamenta a profissão de historiadorBruno Leal
4O tutorial que ensina como criar jogos de história usando apenas o formulário do GoogleBruno Leal
5Livro sobre Bolsonaro tem download gratuito neste final de semanaBruno Leal
6Confira a carta de Pero Vaz de Caminha digitalizadaBruno Leal
7Acervo digitalizado da revista Manchete disponível na internetBruno Leal
8Veto presidencial é derrubado e profissão de historiador será regulamentadaBruno Leal
9Especialistas comentam derrubadas de monumentos e estátuas pelo mundoBruno Leal
10Série fotográfica retrata os últimos anos da escravidão no BrasilBruno Leal

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.