Acervo digitalizado da revista Manchete disponível na internet

Publicação está na íntegra no site da Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional.

Bruno Leal | Agência Café História

Uma ótima notícia para pesquisadores da história contemporânea brasileira e para os saudosos em geral: o acervo completo da revista Manchete (1952-2007) foi digitalizado pela Biblioteca Nacional e disponibilizado gratuitamente para consulta pública no site da Hemeroteca Digital – projeto de excelência da BN que nos últimos vem tem digitalizado centenas de jornais e revistas brasileiros. Clique aqui para conhecer.

Manchete
Revista Manchete foi lançada em 1952. Foto: reprodução da internet.

Criada por Adolpho Bloch, a Manchete foi uma revista semanal de grande sucesso publicada no Brasil entre 1952 e 2007, com exceção de alguns intervalos em que deixou de circular. Nas suas primeiras décadas, a Manchete foi a segunda maior revista brasileira, atrás apenas de O Cruzeiro. Fartamente ilustrada, a Manchete foi uma espécie de escola para muitos fotojornalistas, com destaque para o  francês Jean Manzon.

Seus textos também tinham grande qualidade. Por sua redação passaram nomes como Carlos Drummond de Andrade, Rubem Braga, Manuel Bandeira, Paulo Mendes Campos, Fernando Sabino, David Nasser e Nelson Rodrigues, entre outros. O carnaval carioca era um dos eventos preferidos da equipe da Manchete – poucas publicações sabiam cobrir também os dias de festas nas ruas do Rio de Janeiro quanto a Manchete.


Como citar essa notícia

CARVALHO, Bruno Leal Pastor de. Acervo digitalizado da revista Manchete disponível na internet (notícia).  In: Café História – história feita com cliques. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/revista-manchete-na-web/. Publicado em: 12 jan. 2019. Acesso: [informar data].

25 Comentário

  1. Tenho uma Revista Manchete guardada aqui que mostrar os jogos da Seleção brasileira, desde a primeira Copa do Mundo, preservo com carinho e respeito pela história antiga.

    • Hola Kleber, eu sou Flávia Bark, vivo em Barcelona mas sou brasileira. Vi que você tem todas as Revistas Manchete, daí resolvi tentar se você poderia encontrar uma poesia do Paulo Mendes Campos, que busco há muito tempo, e foi publicada na revista na década de 80, acho que se chama Ainda que mal pergunte. Começa assim: Quero crer que não deve ter sido fácil o acontecido, ao amigo hoje destruído, ainda que mal pergunte. Afinal, que há contigo, minha amiga, meu amigo, é a dor de amor mendigo, ou tua dor é contigo? Ave má bicou te o figo? É teu irmão inimigo?

      • Flávia, todo o acervo está disponível na internet, como indica nossa matéria.
        Você mesma pode procurar a poesia através do site da Hemeroteca Digital da BN.
        Abraço!

  2. Olá pessoal. Alguém teria, por acaso, a edição 1018 de 23 de outubro de 1971. Sou pesquisador e gostaria de ter essa edição. Agradeço.

    • Oi Djalma, tudo bem? Obrigado por escrever,
      Nós não fazemos a pesquisa para os leitores.
      A ideia do acervo digital é que todos possam fazer suas pesquisas.
      Abraço e boa sorte!

  3. Boa tarde!
    Nos anos 90( aproximadamente 93)eu Suzana Mattos fui capa da revista Manchete junto com Monique Evans e mais atrizes . Gostaria muito de rever essa revista.
    Teria como?
    Tentei achar aqui mas não consegui!

  4. Trabalhei como Editora Executiva da Revista Manchete Saude e Beleza , editada pela Massa Falida nos últimos anos. E uma honra ter essas obras disponíveis no Acervo Nacional. Muito obrigada!!1

  5. Tenho algumas revistas ,das duas, ainda. Infelizmente, devo ter perdido mais de 200. Mas tenho algumas 50, no total, a grande maioria da década de 60. As revistas “Manchete” e “O Cruzeiro” deram grande contribuição à cultura. Publicavam crônicas de Rubem Braga, Paulo Mendes Campos, Henrique Pongetti, e outros. Também Raquel de Queiroz comparecia na “O Cruzeiro’, na última página.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*