Especial da semana

Artigo

A ilustração que inflamou o movimento abolicionista britânico

17 de fevereiro de 2020 4

Desenho do século XVIII colocou no plano visual a barbárie dos navios negreiros. Milhares de vidas foram destruídas no comércio de escravos. Confira o artigo exclusivo do historiador Bruno Leal, editor do Café História e professor do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB).

MISCELÂNEA

  • Judeus de Budapeste, na Hungary, Outubro de 1944. Fonte: Bundesarchiv

    Muito já foi pesquisado sobre o Holocausto, mas o tema parece ainda inesgotável nas ciências humanas. Novos documentos e novas abordagens têm produzido uma nova e importante leva estudos desde o início dos anos 2000.

artigos

  • Cinema, teatro, livros, programas de rádio, museus e galerias de arte foram utilizados pelo Estado Nazista a fim de mitigar a violência cotidiana do regime e para disseminar valores considerados “dignos” dos alemães.

Diversos

"Holocausto: a grande mentira". Cartaz em manifestação de rua. Fonte: Museu do Holocausto de Washington.
Artigo

Por que há pessoas que negam o Holocausto?

31 de dezembro de 2019 10

Há vários grupos e indivíduos que negam o Holocausto. Os motivos e os objetivos da negação, contudo, nem sempre são os mesmos. Confira a explicação do historiador Bruno Leal, editor do Café História e professor da UnB.

Notícias

Nossa periodicidade

Toda segunda-feira publicamos o nosso “especial da semana” (artigo, entrevista, bibliografia comentada ou história importada). E de terça a sexta, notícias sobre as novidades mundo acadêmico e escolar.

o nosso tradutor oficial

Anúncio

 

Como popularizar a história de forma didática, inclusiva e emancipatória, mas sem abdicar dos elementos mais fundamentais da escrita da história? Essa e outras perguntas levaram os editores do Café História, o historiador Bruno Leal (UnB) e a historiadora Ana Paula Tavares (FGV-RJ) a organizarem o livro “História Pública & Divulgação de História”, que discute como levar o conhecimento historiográfico ao grande público. Quer saber como adquirir o livro? Clique na imagem.

Site indexado pelo Altmetric

Altmetric
  • Pós-graduação na área pode ser feita por qualquer pessoa, independente da área inicial de formação. O mestrado leva cerca de dois anos e contempla muito mais do que a vida acadêmica. Confira o artigo do historiador Bruno Leal, editor do Café História e professor do Departamento de História da UnB.