Sobre

Saiba quem faz o Café História

Sobre 1
Bruno Leal, editor-chefe.
Sobre 2
Ana Paula Tavares, sub-editora.

Quem somos nós

Olá! Meu nome é Bruno Leal. Eu sou o fundador e o editor-chefe do Café História. No dia 18 de janeiro de 2008, eu coloquei o Café História no ar com o intuito principal de divulgar a história produzida no meio acadêmico para amplas audiências. O desafio sempre foi produzir conteúdos lúdicos, acessíveis e interessantes, mas sem perder de vista o rigor acadêmico. Mais recentemente, a partir da perspectiva da História Pública, tenho tentado fazer uma história com o público e não somente para o público. Para isso, eu tenho contado com incríveis colaboradores e colaboradoras, leitores e leitoras.

Eu nasci no Rio de Janeiro em 1982, mas vivo em Brasília desde 2018. Sou professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB) e do Programa de Pós-Graduação em História desta mesma universidade. Sou historiador formado pela UERJ e jornalista formado pela UFRJ. Fui professor do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense (UFF) e desenvolvo pesquisas sobre divulgação científica, história pública, crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

A Ana Paula Tavares, que você pode ver na foto aqui ao lado é a sub-editora do Café História. Ela entrou no projeto por volta de 2016 e tem atuado como conselheira editorial e editora da produção audiovisual do portal. Ela nasceu no Rio de Janeiro em 1982, é mestre em História pelo Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais da Fundação Getúlio Vargas (PPHPBC/FGV). Possui graduação em Comunicação Social – habilitação jornalismo pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2006). É também formada em teatro pela Casa de Artes de Laranjeiras – CAL (2010). Trabalhou na Fundação Roberto Marinho e na Globosat, no Rio de Janeiro. Desenvolve trabalhos no campo da História Intelectual e Divulgação Histórica. Em sua dissertação discutiu gênero e atuação profissional através da trajetória da jornalista judia Yvonne Jean, que imigrou para o Brasil no final dos anos 1930 fugindo da perseguição nazista na Europa. No Brasil, Jean tornou-se um importante nome da imprensa brasileira. 

Como funciona

Toda segunda-feira publicamos um texto original e inédito sobre história. Esse texto pode ser um artigo, uma entrevista ou uma bibliografia. Essas são as nossas três editorais. De terça a sexta, publicamos notícias sobre história. Todos os nossos colaboradores e colaboradoras são especialistas reconhecidos(as) no campo e convidados(as) pelo Café História.

Contato

Se você quiser falar conosco, escreva para [email protected] Teremos o maior prazer em receber a sua mensagem. O Café História está localizado na Asa Norte, em Brasília, Distrito Federal.