Minidocumentário mostra o clima da final da Olimpíada Nacional em História do Brasil 2017

Evento levou mais de mil estudantes à Universidade Estadual de Campinas.

Bruno Leal | Agência Café História

A grande final da 9ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (OHNB) foi marcada por muita emoção, trabalho em equipe, pensamento crítico e muitas atividades. Realizado nos dias 19 e 20 de agosto de 2017, o evento reuniu na Unicamp 1,2 mil estudantes e professores de todo o Brasil. Esse clima de camaradagem foi registrado em um minidocumentário (7 min) produzido pelos organizadores da Olimpíada.

– A proposta de fazer este minidocumentário sobre a final da Olimpíada foi proporcionar aos participantes a oportunidade de rememorar este fim de semana de prova e premiação, que é muito intenso, e permitir a quem ainda não conhece a Olimpíada ou não chegou à fase final a chance de ver um pouco como se desenrola a fase presencial. Além deste, fizemos entrevistas com os professores que ficaram para uma semana de curso presencial, e uma firma de documentários de Santa Catarina, chamada Retrato, colheu horas e horas de gravações para fazer um documentário mais amplo sobre a Olimpíada e o ensino de história – afirmou a coordenadora da ONHB, a historiadora Cristina Meneguello, da Unicamp.

A Olimpíada Nacional em História do Brasil

A Olimpíada Nacional em História do Brasil é um projeto desenvolvido pelo Departamento de História da Unicamp. Ela é composta por cinco fases de provas realizadas de forma online, com duração de uma semana cada. As questões de múltipla escolha e realização de tarefas são respondidas pelos participantes por meio de debate com os colegas, pesquisa em livros, internet e orientação do professor. Seu inovador método tem como principal objetivo incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos, por meio de pesquisa, busca por informações, textos, imagens e mapas. Dessa forma, a ONHB tem se consolidado como uma importante ferramenta de aprendizado do ensino de História. O projeto tem apoio do CNPq e do Programa de Pós-Graduação em História da Unicamp.

Na edição de 2017, a ONHB contou com 48 mil participantes inscritos e divididos em 12 mil equipes (formadas por três alunos e um professor). A região do Nordeste foi a que mais conquistou medalhas na grande final. O Nordeste, que contava com maior número de finalistas, levou um total de 52 medalhas. Somando as medalhas de ouro, prata e bronze, o Ceará foi o estado com mais medalhistas (26); seguido do Rio Grande do Norte (16); São Paulo (14); Bahia (6) e Pernambuco (4).


Como citar essa notícia

CARVALHO, Bruno Leal Pastor de. Minidocumentário mostra o clima da final da Olimpíada Nacional em História do Brasil 2017 (Notícia). In: Café História – história feita com cliques. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/diario-de-uma-egiptologa/. Publicado em: 12 out. 2017. Acesso: [informar data].

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*