Este projeto está discutindo e divulgando práticas e pesquisas em Ensino de História

“Bate-papo sobre Ensino de História” faz “lives” semanais com convidados que pesquisam ou atuam na área.

10

Nem só de “lives” de sertanejos vive a internet em tempos de isolamento social. As professoras de história Vitória Azevedo da Fonseca (UFVJM) e Marcella Albaine Farias da Costa criaram um projeto no YouTube que pretende divulgar pesquisas e boas práticas em ensino de história através de transmissões ao vivo na internet (lives): o “Bate-papo sobre Ensino de História”.

O projeto foi lançado há algumas semanas e consiste em abrir a câmera e o microfone para convidados que tenham pesquisas e/ou atuação na área. As transmissões acontecem às terças e quintas, às 18:30 (horário de Brasília) através do canal (veja aqui) do Laboratório de Práticas de Ensino em História (LAPEHIS), do Curso de Licenciatura em História da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), onde o projeto é baseado.

 –  O Projeto nos convida a pensar sobre diferentes temas, a partir de olhares e abordagens diversas. É uma defesa política nossa valorizar o fazer docente e o fazer pesquisa, ouvindo e aprendendo com estudantes e colegas da educação básica e da educação superior de igual para igual. Temos recebido mensagens de professores/as que se sentem representados/as, sobretudo por poderem interagir diretamente nos encontros, rompendo possíveis barreiras. O alcance da rede está sendo utilizado a favor do debate sobre o ensino de História, de forma crítica e humana, o que para mim é uma realização pessoal e profissional  –  disse Albaine ao Café História.

E por que ensino de história é tão importante, mesmo para aqueles que não são da área? Confira a resposta da professora Vitória Azevedo:

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

10 Comments

  1. Excelente,fiz curso com a Digníssima Professora Marcella Albaine (História e Games) na Tijuca-RJ em 2017, aprendi muito e pratico em minhas aulas com bom proveito para mim e para os alunos. Quanto a este Bate-papo só tenho palavras de AGRADECIMENTO pelo aprendizado contínuo.
    Sem mais no momento,
    Professor Luiz Bezerra Francisco.

  2. Olá!! Gostaria muito de participar. Sou professora especialista em História e Cultura no Brasil Contemporâneo, pela UFJF e mestranda na USP com a pesquisa sobre educação libertária e imigrante em santos no período de 1890 a 1925. Também atuo na Seduc de São Vicente como chefe da EJA.

    Gostaria muito de contribuir.

  3. Parabéns pela iniciativa. Muito importante saber nossa história para não sair falando besteiras. Defendendo tortura, torturadores, totalitarismo etcetera. Adiante e à esquerda, sempre (profN.O)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.