Podcast do Café História é relançado em novo formato

Editores narram artigos e notícias publicadas originalmente em texto no portal. Objetivo é levar os conteúdos para novas plataformas e contribuir para a acessibilidade.

2
O podcast do Café História está entre os 30 mais escutados na área de história. Foto: Juja Han, Unplash.

Quem acessar o artigo “As fotografias da Segunda Guerra Mundial”, do historiador Wilson de Oliveira Neto, vai poder escolher, a partir de hoje, entre ler o texto na sua versão original, escrito, ou escutá-lo na voz dos editores do portal. O artigo é o primeiro a integrar o novo podcast do Café História que trará, toda semana, um artigo ou notícia narrada. O material estará disponível no próprio Café História, no início do texto, e em plataformas de áudio, como o Spotify.

O Café História tem podcast desde 2019, mas o projeto acabou ficando congelado por dois anos devido a diversos motivos, dentre eles a pandemia do novo coronavírus, que alterou as prioridades do portal. Agora, no entanto, nosso podcast volta repaginado, focando na narração, formato que ajuda a distribuir o conteúdo para novos públicos e contribui para a ampliação da acessibilidade do site.

Confira o artigo-narrado “As fotografias da Segunda Guerra Mundial”.

Muitos sites já usam o recurso da leitura de seus conteúdos, mas quase sempre por meio de uma narração automatizada, marcada pela frieza e impessoalidade de um programa de computador. A narração do Café História é completamente diferente. Ela foca na leitura cadenciada, interpretativa, subjetiva e com entonação, coisas que somente um ser humano, e não um software, pode fazer. Esse modelo humanizado tem sido adotado por alguns veículos no exterior. O Café História se inspira no modelo bem sucedido usado pela revista The New Yorker, dos Estados Unidos.

Quer acompanhar nosso novo modelo de podcast? Ele está disponível em várias plataformas: Spotify, Apple Music, Google Podcasts e Anchor. Escute os programas e clique em “seguir” se você gosta do nosso trabalho. Cada novo seguidor é um incentivo para continuarmos fazendo nosso trabalho de divulgação científica.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

2 Comments

Deixe um comentário

Your email address will not be published.