Batalhas Navais na Primeira Guerra Mundial é tema de novo número de periódico acadêmico

Artigos do British Journal for Military History podem ser baixados gratuitamente.

Por Bruno Leal | Agência Café História

O British Journal for Military History, periódico acadêmico especializado em História Militar, acaba de publicar o seu terceiro e mais recente número: “The First World War at Sea” (em português, “A Primeira Guerra Mundial no mar”). Na apresentação deste dossiê especial, Andrew Lambert, professor do King’s College London, conta que os artigos ali reunidos (cinco no total) abordam temas amplos, tais como: o desenvolvimento do poder naval americano como um contrapeso ao domínio britânico; a famosa Batalha de Jutland, a maior batalha naval da “Grande Guerra”, travada entre as esquadras alemã e inglesa em 1916; o desenvolvimento da guerra econômica; a natureza do poder naval antes da guerra e os problemas da cooperação aliada no conflito para além Europa.

Navio usado na Primeira Guerra Mundial
Navio de Guerra HMS Iron Duke, 1912. Crédito: Hopkins, E. Imperial War Museum, Ref. Q 75209.

Além dos artigos, há dez resenhas de livros no campo da História Militar. Uma delas, assinada por James Pugh, da Universidade de Birmingham, analisa o livro “Blitzed: Drugs in nazi Germany”, do historiador Norman Ohler, que mostra como o exército nazista distribuiu metanfetamina entre suas tropas durante as invasões da Polônia e da França na Segunda Guerra Mundial. A substância, que se tornou bastante conhecida graças à série de TV “Breaking Bad”, age como um estimulante do sistema nervoso central.

Os textos reunidos neste novo número do periódico foram especialmente produzidos para a Conferência do Centenário da Primeira Guerra Mundial do British Commission for Military History (BCMH), realizada em junho de 2016. Esta comissão tem tido um papel relevante no campo da historiografia militar no Reino Unido. Fundada em 1965, ela funciona como um fórum de debate e promoção da História Militar de uma forma ampla, sem restrição de período ou região. Além disso, o BCMH oferece bolsas de estudo para aqueles com interesse no campo. Clique aqui para acompanhar o perfil da comissão no Facebook e aqui para acompanhar o seu perfil no Twitter.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*