Dicas de livros: outubro de 2014

Getúlio: De volta pela consagração popular ao suicídio | Lira Neto | Cia das Letras | 2014 | 429 pp. A comentada biografia de Getúlio Vargas, do jornalista cearense Lira Neto, acaba de chegar ao seu terceiro e último volume: “Getúlio –

Dicas de livros: setembro de 2014

Tróstki | Bertrand Patenaude | Zahar | 2014 | 403 pp. A Editora Zahar acaba de publicar “Tróstki: exílio e assassinato de um revolucionário”, de Bertrand M. Patenaude, professor da Universidade de Stanford. O livro é uma biografia de Leon Trotsky, um

Dicas de livros: agosto de 2014

Sobre o Estado | Cia das Letras | 2014 | 573 pp. O francês Pierre Bourdieu foi um dos maiores sociólogos de todos os tempos. Isso fica bem evidente quando avaliamos a extensão de sua obra, a vitalidade de seus conceitos e,

Futebol para além da Copa do Mundo

Em entrevista, Bernardo Buarque de Hollanda faz uma reflexão contundente e original sobre os aspectos políticos, sociais e econômicos que gravitaram em torno da Copa do Mundo da FIFA 2014.

Dicas de livros: julho de 2014

Paisagens da Metrópole da Morte | Cia das Letras | 2014 | 155 pp. Acaba de ser lançado pela Companha das Letras o novo livro do historiador israelense Otto Dov Kulha, “Paisagens da Morte – Reflexões sobre a memória”. O livro de

Dicas de livros: junho de 2014

O Réu e o Rei | Companhia das Letras | 2014 | 521 pp. Em novembro de 2006, o historiador Paulo César de Araújo lançou a biografia “Roberto Carlos em detalhes”, rapidamente convertida em um fenômeno estrondoso de público e crítica. O

Dicas de livros: maio de 2014

O Labirinto da Solidão | Cosac Naify | 2014 | 315 pp. “O Labirinto da Solidão”, do escritor mexicano Octavio Paz, acaba de ser publico pela Cosac Naify. E não se trata de uma edição qualquer. Honrando sua tradição editorial de ponta,

Dicas de livros: abril de 2014

Soldados | Companhia das Letras | 2014 | 495 pp. Durante boa parte do pós-guerra, a opinião pública, principalmente na Alemanha, fez uma clara distinção entre o Holocausto e a guerra promovida pelo exército alemão (Wehrmacht). Essa separação ilusória foi desafiada pela

1 48 49 50 51 52 55