O Café História foi fundado em 2008 e rapidamente se tornou a maior rede social de história na internet. Na verdade, o Café História sempre foi mais do que uma rede social: para além da colaboração, ele sempre produziu conteúdos originais. Até 2016, o Café História foi montado a partir de uma plataforma norte-americana chamada Ning, palavra chinesa que em português significa “paz”. Durante nove anos, a rede cresceu bastante, alcançou 65 mil membros cadastrado, passou a estar presente em outras redes (Facebook, Twitter, Instagram, etc.) e passou por diversas transformações editoriais e gráficas que ajudaram a renovar o seu compromisso com estudantes, pesquisadores, professores ou simples apaixonados por história. Em janeiro de 2017, tendo em vista importantes metamorfoses no cenário da internet no Brasil e no mundo, a rede foi completamente reestruturada. Mudamos a plataforma, a identidade visual, a navegação e os parâmetros da nossa linha editorial. Tudo para qualificar ainda mais nossos conteúdos.

Hoje, o Café História é um portal de história com múltiplas ramificações em redes sociais e que conta com a contribuição de muitas pessoas que vivem história plenamente. Nossa principal missão é divulgar a história produzida no meio acadêmico para o grande público e para os próprios historiadores. Fazemos isso porque sabemos que a circulação do conhecimento é fundamental para o fortalecimento da democracia, para o desenvolvimento da ciência e para a formação de cidadãos críticos. Além disso, também temos um enorme interesse em divulgar boas práticas pedagógicas vividas no ambiente escolar, permitindo, assim, a replicação dessas práticas. Do ponto de vista teórico-metodológico, estamos alinhados com os mais recentes debates que ocorrem nos campos da divulgação da história, da história pública e digital.

Aqui, você encontrará conteúdos exclusivos, produzidos por profissionais altamente capacitados e comprometidos com debates pedagógicos e historiográficos. Tais profissionais são convidados pela administração do CH e contribuem graciosamente com este. Nossos conteúdos estão divididos em seis seções: “Bibliografias Comentadas” (referências bibliográficas sobre um tema específico e comentada por um especialista), “História Importada” (traduções de matérias publicadas em sites acadêmicos estrangeiros), “Dicas de Livros” (dicas de livros antigos e novos), “Entrevistas” (com profissionais da história e das ciências humanas em geral), “Artigos” (produzidos pelo Café História ou profissionais gabaritados convidados pelo Café História) e “Eventos” (uma compilação dos principais eventos na área). Você também pode procurar nossos conteúdos por grandes áreas temáticas: antiga, moderna, medieval, contemporânea, etc.

Este site é a nossa espinha dorsal. Aqui, você encontra nossos conteúdos exclusivos. Tudo totalmente gratuito. Mas o Café História, reforçando sua vocação de rede social, possui perfis ativos no Facebook, Twitter, Youtube, Instagram e Google Plus. Desta forma, conseguimos alcançar mais de 340 mil pessoas, espalhadas por diversas cidades e países. Usamos todas essas mídias para estar ainda mais próximos de você, com quem dividimos nossa paixão por história. Seja bem-vindo(a) e sinta-se em casa!

Bruno Leal Pastor de Carvalho | Editor do Café História