O Café História foi fundado em 2008 com o intuito de ser uma plataforma de divulgação de história e de debate entre professores, estudantes e pesquisadores. Nos nove anos seguintes, a rede cresceu e se tornou a maior do gênero na internet. Com 65 mil membros cadastrados, marcou presença em outras redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, etc.) e passou por diversas transformações editoriais e gráficas. A maior dessas transformações ocorreu em janeiro de 2017, quando o Café História deixou de ser uma rede social e se tornou um portal exclusivo de divulgação de história. Mudamos a plataforma, a identidade visual, a lógica navegação e os parâmetros da nossa linha editorial. Tudo para qualificar ainda mais nossos conteúdos.

Nossa principal missão é divulgar a história produzida no meio acadêmico para o grande público e para os próprios historiadores. Fazemos isso porque sabemos que a circulação do conhecimento é fundamental para o fortalecimento da democracia, para o desenvolvimento da ciência, do ensino e para a formação de cidadãos críticos. Do ponto de vista teórico-metodológico, estamos alinhados com os mais recentes debates que ocorrem nos campos da Divulgação da História, da História Pública e Digital.

Os conteúdos do Café História estão divididos em quatro seções especiais: Bibliografias Comentadas (referências bibliográficas sobre um tema específico e comentada por um especialista), História Importada (traduções de matérias publicadas em sites acadêmicos estrangeiros), Entrevistas (com profissionais da história e das ciências humanas em geral) e Artigos (produzidos pelo próprio Café História ou por profissionais convidados pelo Café História). Toda segunda-feira publicamos um artigo ou uma bibliografia comentada ou uma história importada ou uma entrevista. Além disso, temos duas seções complementares: Dicas de Livros (dicas de livros antigos e novos), atualizada um vez por mês, e Notícias (notícias sobre o meio acadêmico e escolar, produzidas originalmente pelo Café História), atualizada de terça a sexta. Você também pode procurar nossos conteúdos por grandes áreas temáticas: antiga, medieval, moderna, contemporânea, Brasil, América, Ensino, Teoria e Historiografia, etc.

Este site é a nossa espinha dorsal. Aqui, você encontra nossos conteúdos exclusivos. Tudo totalmente gratuito. Mas o Café História, reforçando sua vocação de rede social, possui perfis ativos no Facebook, Twitter, Youtube, Instagram e Google Plus. Desta forma, conseguimos alcançar mais de 340 mil pessoas, espalhadas por diversas cidades e países. Usamos todas essas mídias para estar ainda mais próximos de você, com quem dividimos nossa paixão por história. Seja bem-vindo(a) e sinta-se em casa!

Bruno Leal Pastor de Carvalho | Fundador e Editor do Café História 

Ana Paula Tavares | Subeditora do Café História