Site reúne as últimas colunas publicadas pelo jornalista e cronista João do Rio

Organizado pela jornalista da Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz, Cristiane d’Ávila, o blog disponibiliza gratuitamente as transcrições da coluna “Bilhete”, escrita pelo repórter nos últimos meses de sua vida.

Em 23 de junho de 1921 falecia, de um mal súbito, aos 39 anos, o repórter, cronista e tradutor Paulo Barreto, mais conhecido pelo pseudônimo de João do Rio. O escritor chegou a ser considerado um dos maiores jornalistas de seu tempo. Sua escrita era marcada pelo tom patriota e original. Em 15 de setembro de 1920, fundou o jornal “A Pátria”, e a partir de outubro desse mesmo ano deu início à escrita da coluna “Bilhetes”. Nesses textos, exercia sua criatividade, com acréscimo de doses de ironia e recursos poéticos, ao direcionar bilhetes a diversos sujeitos históricos, como o presidente Epitácio Pessoa e mesmo o já considerado mártir Tiradentes.

Em homenagem ao centenário de morte de João do Rio, a pesquisadora Cristiane d’Ávila lançou o site “Os últimos passos de João do Rio: a coluna Bilhete do jornal A Pátria. No blog, podem ser encontrados todos os bilhetes escritos pelo jornalista de outubro de 1920 a junho de 1921. O material foi microfilmado durante a pesquisa de doutorado da pesquisadora e agora, digitalizado, está disponível na internet.

Esses textos expressam os olhares e considerações de um patriota bastante saudoso da herança portuguesa no Brasil no início do século XX. Os temas abordados por João do Rio refletem aspectos que afetavam, ou mesmo afloravam os ânimos, no clima de tensões políticas vivenciadas no Rio de Janeiro daqueles anos. Entre alfinetadas nos opositores e saudações aos colonizadores portugueses, a leitura dos bilhetes permite um encontro com as visões de mundo daquele que foi considerado por colegas e leitores um excelente jornalista e segue rememorado no tempo presente.

Cristiane d’Ávila, jornalista da Casa de Oswaldo – Fiocruz, doutora em Letras pela PUC-Rio, autora do livro “João do Rio a caminho da Atlântida” e colaboradora do Café História, apresenta o site criado em homenagem ao jornalista nesse áudio exclusivo:        

Thaís Pio Marques

Faz parte da equipe do Café História, onde realiza estágio voluntário. Graduada em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Durante a graduação fez parte do Grupo PET Conexões de Saberes – Licenciaturas, voltado para a elaboração e desenvolvimento de Projetos pedagógicos interdisciplinares. Atualmente, organiza o perfil de Instagram “Poesia e oralidade”, onde compartilha textos breves sobre competições de poesia (slams) e seus participantes. O trabalho na rede social é
articulado aos estudos sobre História Oral e História Pública.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.