Projeto distribui kits com filmes inéditos sobre Direitos Humanos

Projeto “70 Olhares sobre os Direitos Humanos” seleciona 150 pontos de difusão em todo o Brasil para exibir filmes inéditos sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Agência Café História com Paralelo Comunicação

Dez cineastas convidados e 60 estudantes selecionados por meio de edital assinam 70 filmes inéditos, com um minuto de duração cada, que integram o projeto “70 Olhares sobre os Direitos Humanos” (DUDH), do Ministério da Cidadania, com a produção do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

O projeto teve início em outubro de 2019 com a seleção dos roteiros, filmagem e finalização. Agora, chega a fase de distribuição. Para isso, o ICEM anuncia que estão abertas  até o dia 31 de maio  deste ano as inscrições para instituições culturais e educacionais de todo o Brasil interessadas em receber e exibir os filmes. Estão aptas a receber o material universidades, escolas, institutos e organizações da sociedade civil, desde que disponham de recursos técnicos para a realização de exibições gratuitas

Filmes sobre direitos humanos poderão ser utilizados para diversos fins
Takumã Kuikuro, de “O Sal do Xingu”. Foto: divulgação.

O regulamento completo para as instituições interessadas em receber os kits está disponível no site do projeto: www.70olhares.org.  

Além dos filmes, o kit inclui material de com noções básicas sobre a Declaração  Universal dos Direitos Humanos, além de sugestões de atividades para promover o debate a partir da exibição dos filmes.

“O objetivo deste projeto é promover a visibilidade sobre os artigos, a história e as conquistas da Declaração Universal dos Direitos Humanos através dos filmes”, diz a diretora-executiva do icem, Luciana Boal. “Além disso, queremos ampliar o alcance desses produtos culturais audiovisuais e facilitar o acesso às populações excluídas, seja por motivos econômicos ou geográficos”, afirma Luciana. 

Para atender a essa demanda, o projeto foi pensado também de forma a garantir a acessibilidade a todos os públicos: todos os filmes possuem Closed Caption, legenda, áudio descrição e Libras.

Os 70 filmes produzidos abordam temáticas variadas, como direito à educação, racismo, refugiados e imigrantes, população indígena, Direito LGBT, religião, intolerância, desigualdade social, liberdade de expressão, meio ambiente, ditadura, mobilidade urbana, entre outros temas presentes na DUDH.

As obras foram realizadas em diferentes formatos: 43 ficções, 12 documentários, 7 animações e 8 filmes experimentais. O cineasta Victor Lopes, por exemplo, assina uma obra experimental com imagens e vozes de artistas e cientistas para falar sobre o direito à cultura.  Tizuka Yamasaki usa a ficção para abordar os Direitos da pessoa idosa. Takumã Kaiukuro, outro cineasta convidado, fala sobre os direitos da população indígena no filme O Sal do Xingu. Já a cineasta Cristiane Garcia, de Manaus – AM, usa a Malhação de Judas para falar sobre direito à Justiça.   

Com informações da Paralelo Comunicação.

Como citar esta notícia

CARVALHO, Bruno Leal Pastor de. Projeto distribui kits com filmes inéditos sobre Direitos Humanos (Notícia). In: Café História – história feita com cliques. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/projeto-distribui-kits-direitos-de-humanos/. Publicado em: 14 mai. 2020. ISSN: 2674-5917. Acesso: [informar a data].

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*