Milhares de registros da Hospedaria de Imigrantes estão no site do Arquivo Público do Estado de SP

Foram digitalizadas 36 mil páginas de livros de registros. Acesso a mais de 1,5 milhão de registros da Hospedaria de Imigrantes permite pesquisa além da certidão de imigração.

Registros fotográficos da Hospedaria de Imigrantes (1925-1986). Fonte: APESP.
Registros fotográficos da Hospedaria de Imigrantes (1925-1986). Fonte: APESP.

Os imigrantes ajudaram a construir a história de São Paulo e do Brasil, e o Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP) tem se esforçado para que essa história seja cada vez mais conhecida. A entidade tem disponibilizado milhares de registros de estrangeiros em seu site. Ao chegar em São Paulo, imigrantes de várias nacionalidades passavam pela Hospedaria, no bairro do Brás, onde hoje funciona o Museu da Imigração, antes de irem para as fazendas do interior. Nos livros da hospedaria deixavam registrados seus dados pessoais como nome, idade, profissão e de qual navio desembarcaram em Santos, entre outros. As páginas desses livros agora podem ser consultadas em formato PDF e baixadas no site do APESP. São cerca de 36 mil delas, associadas aos mais de 1,5 milhão de registros de nomes. 

As imagens estão disponíveis na página de “Solicitação de certidão de desembarque com base nos livros de matrícula da hospedaria de imigrantes, do período de 1882 a 1973” e podem ser baixadas mesmo que o consulente queira apenas fazer uma pesquisa genealógica e não precise de uma certidão para obter dupla cidadania. Acesse: www.arquivoestado.sp.gov.br/web/acervo/solicitacao_certidoes/hospedaria

Evento gravado

Ao público interessado em conhecer mais sobre os documentos e a pesquisa sobre imigração no acervo do APESP, convidamos para conferir o bate-papo “Registros da Hospedaria de Imigrantes: genealogia, dupla cidadania e possibilidades de pesquisa”, que aconteceu no dia 30 de setembro, às 10 horas, com transmissão pelo canal, e agora está disponíve no perfil no YouTube do APESP: youtube.com/arquivopublicosp  

Veja a programação dos eventos completa em: www.arquivoestado.sp.gov.br/web/eventos

Com informações da assessoria de imprensa do APESP.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.