O site brasileiro que mapeia relatos orais sobre a pandemia da Covid-19

Cartografia das Memórias” é um mapa sonoro colaborativo. Projeto é coordenado por pesquisadores e pesquisadoras de várias áreas das ciências humanas.

Bruno Leal | Agência Café História

O caráter histórico da pandemia do novo coronavírus tem originado várias iniciativas voltadas para o registro do cotidiano popular durante a crise, como o Coronarchiv, na Alemanha, e os formulários da Associação dos Historiadores Públicos do Estado de Nova York. Agora, acaba de ser lançado um projeto totalmente brasileiro, mas aberto a pessoas de todo o mundo: o site Cartografia das Memórias

A iniciativa foi ao ar no dia 25 de abril e propõe a construção de um mapa virtual com relatos orais sobre a pandemia. O objetivo desse “mapa sonoro” é registrar e preservar memórias desse momento, como garantia de um direito coletivo. Além disso, segundo os coordenadores do projeto, “o projeto pretende realizar uma comunicação popular e colaborativa, na qual a informação afetiva e sensível, referente a forma como as pessoas estão se sentindo nesse contexto, possa contribuir para o debate público e a construção de um sentimento de solidariedade.”

Cartografias da Memória, um mapa sonoro do cotidiano durante a pandemia da COVID-19
Cartografias da Memória, um mapa sonoro do cotidiano durante a pandemia da COVID-19.

A colaboração é voluntária, mediante aceitação dos termos de divulgação, e não há a necessidade de se identificar. É preciso apenas informar a localização aproximada para que os áudios sejam catalogados e inseridos no mapa. Os relatos devem ser encaminhados para https://bit.ly/3eT5VTn ou para o número (21) 996585407. Os áudios devem ter no máximo 5 minutos.

Surgimento da ideia 

O Cartografia das Memórias é um projeto colaborativo e interdisciplinar fruto do Laboratório de Emergência Covid-19, realizado no mês de abril de 2020 com apoio da “Silo – Arte e Latitude Rural”, o “AMEREK”, o “DataLabe” e outros institutos parceiros da divulgação científica. Compõem a equipe artistas, educadores, desenvolvedores, comunicadores, jornalistas, historiadores e cientistas. Além do Cartografia das memórias, foram submetidos outros 26 projetos, voltados à construção de alternativas de enfrentamento à pandemia.

“Como historiador, acredito que o registro e a preservação de memórias sobre a pandemia é uma tarefa primordial nesse momento que estamos atravessando. É preciso ouvir as pessoas, captar sentimentos e percepções sobre a crise, para que, no futuro, transformemos esses relatos em testemunhos desse evento histórico. Além disso, acreditamos que, num cenário de absoluto bombardeio de informações, muitas delas falsas, oferecemos uma forma de comunicação afetiva, empática e que incentiva que a história da pandemia seja contada também por pessoas comuns, imersas em diferentes realidades regionais, sociais, econômicas e culturais.”, disse ao Café História o historiador Bernardo Baião, um dos coordenadores do projeto.  

Como citar esta notícia

CARVALHO, Bruno Leal Pastor de. O site brasileiro que mapeia relatos sonoros sobre o cotidiano na pandemia da Covid-19 (Notícia). In: Café História – história feita com cliques. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/mapa-sonoro-da-covid19/. Publicado em: 21 mai. 2020. ISSN: 2674-5917. Acesso: [informar a data].

4 Comentário

  1. Boa tarde, Bruno,
    estou fazendo uma pesquisa de pós-doutorado na qual a ideia é cartografar imagens da pandemia (a proposta original era mapear imagens da cidade nos deslocamentos cotidianos, mas com o isolamento social o eixo investigativo se alterou).
    Gostaria de entrar em contato com vocês para saber mais sobre a plataforma na qual os relatos sonoros estão sendo arquivados e mapeados.
    Abs,
    Márcia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*