vasos canopos

Em teoria, vasos canopos eram recipientes de cerâmica ou rocha com tampas em forma de cabeça de chacal (Duamutef), falcão (Qebehsenuef), babuíno (Hapi) e humano (Imsety)—os quatro filhos de Hórus. Esses objetos eram utilizados pelos egípcios (da elite) para armazenar as vísceras das múmias, que eram retiradas de dentro do corpo durante o processo de mumificação.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.