“Da senzala ao palco”: novo e-book aborda a circulação de canções escravas e o racismo no Brasil e nos EUA

Livro digital da historiadora Martha Abreu analisa a circulação da produção musical dos descendentes de africanos escravizados nas Américas e a relação dos músicos com os estereótipos raciais da época. Lançamento em 29/11.

Por Ana Paula Tavares | Agência Café História

No livro “Da senzala ao palco: canções escravas e racismo nas Américas, 1870-1930”, Martha Abreu analisa as relações entre discriminação racial e o campo musical na virada do século XIX para o XX. Ela mostra que antes do samba se consagrar como expressão musical negra no Brasil e o jazz, nos Estados Unidos, outros ritmos e canções herdadas dos cativeiros – como o lundu, o maxixe, o jongo por aqui e o Cakewalk por lá – fizeram sucesso e projetaram músicos descendentes de africanos escravizados no cenário artístico da época.

Fotografia utilizada em vídeo de divulgação do projeto.

A autora acompanha principalmente a trajetória de Eduardo das Neves, que ficou conhecido por seus lundus e seu trabalho no circo, e Bert Williams, que conquistou a Broadway com sua música e dança, e ainda participou de filmes. Ela observa que, se por um lado há uma reprodução de estereótipos quando a circulação da produção artística colocou estes músicos em evidência; por outro, a obra de ambos, que dialogava com os preconceitos e subvertia os estigmas, bem como o protagonismo que alcançaram contribuíram para a transformação dessas marcas racistas.

Confira o vídeo de divulgação abaixo:

“Da senzala ao palco” é o novo e-book da coleção História Illustrada, da editora da Unicamp. A coleção é composta somente por livros digitais e busca explorar o potencial desse novo meio, enriquecendo a experiência do leitor com vídeos, áudios, documentos textuais que permitem a imersão no tema e no tempo abordados.

O e-book será lançado no encerramento do evento “Jornada sobre e-books”, que acontece das 10h às 17h, nesta quarta-feira, dia 29/11, no Auditório 1 do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Para participar do evento gratuito, é preciso se inscrever aqui.

Também integram a coleção os e-books “Não tá sopa: sambas e sambistas no Rio de Janeiro, de 1890 a 1930”, de Maria Clementina Pereira Cunha, e “Estilo moderno: humor, literatura e publicidade em Bastos Tigre”, de Marcelo Balaban.


Como citar essa notícia

TAVARES, Ana Paula. “Da senzala ao palco”: novo e-book aborda a circulação de canções escravas e o racismo no Brasil e nos EUA. (Notícia). In: Café História – história feita com cliques. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/da-senzala-ao-palco/. Publicado em: 28 nov. 2017. Acesso: [informar data].

3 Comentário

    • Olá. A forma de citação está correta. A Ana Paula é a autora da notícia.
      Para citar o livro da Martha Abreu, você deve seguir a ABNT, tomando as informações do livro,

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*