Anacronismo e fake news são os “novos velhos” desafios da história

Debate marca o lançamento da coletânea “Novos combates pela história” e contará com a participação dos historiadores Bruno Leal, editor do Café História e professor da UnB, e Pedro Paulo Funari, da UNICAMP.

A Editora Contexto encerra seu mais recente ciclo de lives nesta segunda-feira, dia 3 de maio, às 19h, falando sobre o fenômeno da fake news e do anacronismo. O debate, que marca o lançamento da coletânea “Novos combates pela história”, organizado por Jamie Pinsky e Carla Bassanezi Pinsky, contará com a participação dos historiadores Bruno Leal, editor do Café História e professor da UnB, e Pedro Paulo Funari, professor da UNICAMP. O encontro terá ainda a mediação de Icles Rodrigues, editor do podcast História FM. A live será transmitida online e gratuitamente via Facebook e YouTube. Não há necessidade de inscrição prévia para participar.

De acordo com os organizadores da obra, o conhecimento histórico passa por um momento turbulento: fake news, perseguições a professores, negacionismos, preconceitos e outras tantas violências. Leia aqui um trecho do livro, que já está sendo vendido no site da editora.

Para marcar o lançamento, “Novos combates pela História” estará com 30% de desconto para compras realizadas até o dia 5 de maio de 2021, através do cupom Combates30. Basta aplicar o código no campo “cupom de desconto” na página de finalização de compra e clicar em “Adicionar”. Mas atenção: o campo para inserir o cupom só aparece na fase de pagamento. O benefício não é cumulativo com outras promoções e descontos.

Ana Paula Tavares

Subeditora do Café História. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais da Fundação Getúlio Vargas (PPHPBC/FGV) , bolsista CNPq. Possui graduação em Comunicação Social – habilitação jornalismo pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2006). É formada em teatro pela Casa de Artes de Laranjeiras – CAL (2010). Estuda História Intelectual, Imprensa, Mediação Cultural na trajetória da jornalista Yvonne Jean.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.