/

10 documentários sobre história para ver na Netflix

"O Contador de Auschwitz” e "AmarElo - É tudo pra ontem” estão na lista. Sentiu falta de algum documentário? Diga suas preferências no campo dos comentários.

7

Não foi fácil fazer essa lista. O catálogo da Netflix Brasil fica devendo muitos bons documentários, especialmente aqueles que podemos chamar de “históricos”. Por exemplo: não há na plataforma “Cabra marcada para Morrer”, obra-prima de Eduardo Coutinho, talvez o maior documentarista brasileiro de todos os tempos, e até onde sei, não há nenhum documentário sobre a ditadura militar brasileira no acervo (se houver, diz aí nos comentários). Seria ótimo poder encontrar no acervo um documentário como “O Dia que durou 21 anos”, do Camilo Tavares. Também não há nenhum documentário do Silvio Tendler, autor de clássicos como “Jango” e “Os anos JK”.  Enfim, o catálogo brasileiro tem muito a melhorar, sobretudo no que diz respeito a produções brasileiras e latino-americanas. Mas esta é uma lista do que há por lá e não do que não há!

Apesar das ausências, há ótimas opções para maratonar. Optei por não incluir na lista séries documentais. Desta forma, não entram na lista ótimos títulos, como “Guerras do Brasil” e “O Monstro ao Lado”. Há produções do Netflix e de terceiros; há documentários brasileiros e estrangeiros. Um dos mais badalados nas redes sociais no momento em que escrevo este texto é o musical “AmarElo”, que usa como fio condutor um show realizado pelo talentoso artista Emicida no Theatro Municipal de São Paulo. 

Não incluí documentários sobre Segunda Guerra Mundial. Embora eu estude o tema há  anos, há muitas listas que já contemplam o tema; procurei, ao invés disso, abordar outros passados, outras vozes, outros atores políticos e sociais. Mas para quem gosta de da Segunda Guerra Mundial, a lista traz um documentário excelente sobre o julgamento de um criminosos nazista, “O Contador de Auschwitz”. Há um documentário que eu não gosto tanto  – “Democracia em Vertigem” – mas que achei importante colocar. Enfim dá uma conferida na minha lista e compartilhe os seus achados nos comentários.

#1 AmarElo – É tudo pra ontem

O documentário explora todo o processo de criação do projeto AmarElo, do músico e militante negro, Emicida. Criado em estúdio, AmarElo foi apresentado no Theatro Municial, em São Paulo, 2019, em um show que abordou a história da cultura negra no Brasil.

#2 A 13a Emenda

Discute a décima terceira emenda à Constituição dos Estados Unidos – “Não haverá, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar sujeito a sua jurisdição, nem escravidão, nem trabalhos forçados, salvo como punição de um crime pelo qual o réu tenha sido devidamente condenado” – e seu terrível impacto na vida dos afro-americanos.

#3 O Contador de Auschwitz

Décadas depois da Segunda Guerra, um ex-oficial alemão da SS vai a julgamento em seu país após ser acusado de ter sido cúmplice do assassinato de judeus em Auschwitz.

#4 A vida e a arte de Stanislaw Szulaskski

Pintor e escultor, Stanislav Szukalski reimaginou a arte polonesa, criando uma espécie de mitologia própria através de suas pinturas e desenhos. Ele parecia destinado à grandiosidade, mas com a chegada da Segunda Guerra Mundial, quase todo seu trabalho foi perdido. Através de entrevistas com Szukalski, imagens de arquivo e conforme novos artistas descobrem sua obra, conta-se a extraordinária história de sua vida.

#5 Women at War 1914-1918

Na Europa em guerra, elas formavam um exército de esposas e mães. Mas suas batalhas eram travadas fora das trincheiras. 

#6 What Happened, Miss Simone? 

Conheça a vida da cantora, pianista e ativista Nina Simone com gravações inéditas, imagens raras de arquivo, cartas e entrevistas de pessoas próxima da cantora. O documentário retrata uma das artistas mais incompreendidas de todos os tempos.

#7 Democracia em Vertigem

Documentário brasileiro de 2019 dirigido por Petra Costa, que retrata os bastidores do impeachment da presidenta do Brasil Dilma Rousseff, o julgamento de seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva, o pleito que elegeu o candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro e a crise político-econômica no país.

# 8 O Sal da Terra

Conheça a trajetória do renomado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, desde seus primeiros trabalhos em Serra Pelada, o registro da miséria na África e no Nordeste do Brasil até sua obra-prima, “Gênesis”.

#9 O Barato de Iacanga

Os bastidores do Festival de Águas Claras, o mais lendário festival alternativo dedicado à música brasileira. Fazendo sucesso entre a década de 1970 e de 1980, era também conhecido como o “Woodstock do Brasil”.

#10 A morte e vida de Marsha P. Johnson

Documentário sobre o legado político deixado por Marsha P. Johnson, a estrela da TV americana e lendária figura do gueto gay de Nova York, conhecida por muitos como a “Rosa Parks do mundo LGBT”. Ao lado de Sylvia Rivera, Marsha foi a responsável por fundar a Transvestites Action Revolutionaries, um grupo de ativistas trans do país.

Como citar esta lista

CARVALHO, Bruno Leal Pastor de. 10 documentários sobre história para ver no Netflix (Artigo). In: Café História. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/10-documentarios-sobre-historia-no-netflix/. Publicado em: 18 dez. 2020. ISSN: 2674-5917.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

7 Comments

  1. Bruno, os docs são nossos melhores amigos no ensino dos três níveis. Tenho escrito sobre o tema e gostaria d saber se lhe interessaria criar um prólogo para o mesmo escrito que possui cerca de 150 fls A-4, fotos, caixas explicativas, longa bibliografia e anexos. Aliás, seria de seu interesse achar uma editora que se interessasse sobre o assunto (entre didático e acadêmico)? Gostaria de lê-lo mais adiante? Grato pela atenção.

    • Com certeza, Geraldo. Gosto muito de documentários. E obrigado pelo convite, mas devido ao grande volume de trabalho, não poderei estar no projeto. Te desejo muito sucesso com os escritos, que você possa publicar o quanto antes.

  2. Gostei da lista! Mas penso q “Democracia em vertigem”, deveria entrar na lista dos gêneros de ficção! Para mim, é a maior faje news da história! Grata!!

  3. Olá Bruno tenho uma sugestão que não é documentário, mas filme argentino que está no catálogo da Netflix:” História Oficial”, acredito que a maioria dos historiadores já viu, mas não custa rever nesse nebuloso momento de negacionismos históricos. Um grande abraço

  4. Estou procurando um filme de Pino Solanas EL VIAJE! Impossível achar, é argentino. Pino morreu de covid na frança no final de 2020.
    Excelente diretor. Esquecido.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.