Operação da Polícia Federal Argentina encontra dezenas de objetos nazistas em Buenos Aires

Também foram encontradas múmias egípcias, fósseis e peças arqueológicas chinesas. Autoridades dizem que material seria destinado ao mercado clandestino.

Por Bruno Leal | Agência Café História

Uma ação da Polícia Federal Argentina (PFA) apreendeu no último sábado, 10 de junho, dezenas de objetos nazistas. A operação “Oriente Próximo”, capitaneada pelo Ministério de Segurança Nacional, localizou o material em três ações, duas em um centro comercial na localidade de Vicente López e uma terceira em uma fazenda situada em San Isidro, todas na província de Buenos Aires.

Bustos de Hitler, esculturas da águia imperial, caixas, móveis, punhais, ampulhetas e outras memorabílias da época do Terceiro Reich estão entre os objetos. Os agentes federais também encontraram dezenas de múmias egípcias de cerca de 3000 mil anos, fósseis e diversas peças arqueológicas chinesas que constam na “Lista Vermelha”, como é chamada a relação dos bens culturais roubados elaborada pela UNESCO. A imprensa argentina classifica a descoberta como a maior do gênero realizada no país até hoje.

bens-nazistas
Parte dos objetos nazistas apreendidos pela Polícia Federal. Foto: Twitter do Ministério Seguridade.

Néstor Roncaglia, chefe da Polícia Federal Argentina, explicou à imprensa que “este é o resultado de uma investigação do departamento encarregado de proteger e recuperar bens culturais. O material, de origem ilegal, estava escondido atrás de uma parede falsa.” A Ministra da Segurança Nacional, Patricia Bullrich, também comentou o caso: “Estamos comovidos, é muito impressionante encontrar estas peças originais com simbologia nazista, simbologia de uma época trágica da história”. Na operação, uma pessoa foi presa pelo crime de contrabando de obras de arte e peças arqueológicas.

Autoridades encarregadas do caso acreditam que boa parte do material não seja roubado, mas removido ou pilhado de seus países de origem, destinado a um mercado clandestino. Os itens apreendidos estão sob tutela legal e assim vão permanecer até que sejam devolvidos aos países de origem. Quanto aos objetos nazistas, especificamente, Bullrich comentou que eles serão levados para o Museu do Holocausto da capital argentina.

Com informações de TN e El Nueve.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*