Dicas de livros: outubro de 2015

Nosso amplo presente | Hans Ulrich Gumbrecht | Editora Unesp | 2015 | 153 pp.

Dicas de livros: outubro de 2015 1A editora Unesp acaba de lançar “Nosso amplo presente – o tempo e a cultura contemporânea”, de Hans Ulrich Gumbrecht. Nesta obra, Gumbrecht descreve em diferentes tópicos o processo pelo qual a “visão de mundo histórica” vem sendo confrontada e parcialmente substituída desde meados do século 20. Ao mesmo tempo, porém, tal visão de mundo pertence à lógica de “presente amplo”, o cronótopo emergente, que, contudo, convive com o anterior, o cronótopo de “futuro aberto”, produto do Iluminismo. Para o autor, compreender a realidade da nova constituição do tempo, em que o presente abarca o passado e, ainda, um futuro percebido como ameaçador, pode se refletir em melhores condições de vida, individual e coletivamente. Nas sua palavras, “o presente em expansão dá espaço para o movimento em direção ao futuro e ao passado; mas esses esforços parecem redundar no regresso ao ponto de partida. (…) no nosso presente, a disposição epistemológica para modelar uma figura de autorreferência que esteja mais solidamente enraizada no corpo e no espaço se depara com um desejo que emergiu como reação a um mundo determinado por uma excessiva ênfase na consciência”. Nascido em 1948, na Alemanha, Hans Ulrich Gumbretch é professor de literatura na Universidade de Stanford. No Brasil, publicou há pouco tempo, também pela Editora Unesp, o livro “Depois de 1945: latência como origem do presente”. Para mais informações sobre o livro, clique aqui.

Euclides, mestre-escola |Anabelle Loivos Considera, Anélia Montechiari Pietrani, Luiz Fernando Conde Sangenis (Org.) EdUERJ | 2015 | 353 pp.

Dicas de livros: outubro de 2015 2“Os 16 textos que o leitor ou a leitora deste livro tem em mão são um testemunho da memória viva de Euclides da Cunha”. É assim que o pesquisador Leopoldo M. Bernucci, da University of California at Davis, descreve “Euclides Mestre-Escola”, que acaba de ser lançado pela EdUERJ. O livro, organizado por Anabelle Loivos Considera, Anélia Montechiari Pietrani e Luiz Fernando Conde Sangenis, é uma coletânea privilegia-da de estudos desenvolvidos a partir de 2009 envolvendo diversas entidades universitárias, instituições públicas e particulares. A proposta da coletânea inspira-se no projeto “100 anos sem Euclides” (da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ), co-ordenado por Loivos, e tem por missão divulgar da mensagem de Euclides da Cunha (1886-1909), dando-lhe promissor caráter de atualidade. A diversidade dos autores e suas respectivas abordagens e temas de pesquisa formam um livro que percorre mui-tos caminhos, ajudando a montar um perfil eclético de um dos maiores escritores brasileiros. Está lá o Euclides intelectual, profissional e artísticos de Euclides. O foco está no potencial pedagógico da obra do escritor. Por isso, Euclides Mestre-Escola” está repleta de propostas pedagógicas, desafios de sala de aula e explorações temáticas voltadas para o ensino. Nas palavras de Fabiana Figueira Corrêa, autora de um dos artigos do livro, “retomar a história de Euclides da Cunha, possibilitando o reconhecimento do Brasil por sua ótica crítica, apresentada com riqueza literária, permite que alunos e professores apropriem-se do universo euclidiano”. Para saber mais informações, clique aqui.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.