Arquivo Nacional dos EUA lança biblioteca com registros do governo Trump

Biblioteca Presidencial Donald J. Trump foi lançada no dia 20 de janeiro e vai reunir documentos que ajudam a entender o governo de Donald Trump.

Presidente Donald Trump deixou a Casa Branca em janeiro de 2021.

O ritual é previsto pela Lei de Registros Presidenciais: quando um presidente deixa a Casa Branca, os milhões de registros do governo que acabou são enviados para o Arquivo Nacional, que fica responsável não só por organizar e preservar o material em suas instalações, como também disponibiliza-lo para o público. O acesso a esses registros é feito por meio de uma biblioteca com características de arquivo. A mais nova, online, a Biblioteca Presidencial Donald J. Trump, foi lançada no último dia 20 de janeiro. 

A “Trump Library” fará parte do sistema de Bibliotecas Presidenciais dos Arquivos Nacionais, que, de acordo com a Lei das Bibliotecas Presidenciais, estabeleceu um sistema de Bibliotecas Presidenciais construídas de forma privada e mantidas pelo governo federal, remontando à administração do Presidente Hoover. 

As Bibliotecas Presidenciais do Arquivo Nacional promovem a compreensão da Presidência e da experiência americana durante o período daquela determinada administração. Elas preservam e fornecem acesso a materiais históricos, apoiam a pesquisa e criam programas interativos e exibições que educam e inspiram. 

O ex-presidente pode decidir, por contra própria, construir a sua biblioteca ou um instituto. Independente disso, o Arquivo Nacional mantém a coleção de registros presidenciais criada pela administração presidencial como uma Biblioteca Presidencial. A Biblioteca Trump será a 15a. biblioteca presidencial operada pelo Arquivo Nacional.

Com informações do National Archives.

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.