Sociedade Brasileira de Estudos dos Oitocentos promove Festival de Podcast

Entidade especializada no estudo do século XIX lança edital público de seu primeiro festival de podcast. O tema é “independência, independências". Vencedores terão episódios veiculados no podcast da organização, o SEO Cast.

Festival vai selecionar 8 episódios para a primeira temporada de seu podcast. Foto: C D-X. Unplash.

A Sociedade Brasileira de Estudos dos Oitocentos (SEO), entidade acadêmica sem fins-lucrativos que reúne historiadores e historiadoras que estudam o século XIX, publicou, nesta segunda-feira, o edital público de seu primeiro Festival de Podcast. O tema desta primeira edição é a independência do Brasil, que chega ao seu bicentenário em 2022. 

As equipes interessadas em participar do festival devem ter, no mínimo, duas pessoas e, no máximo, quatro. Cada equipe deverá, no ato de inscrição, enviar uma proposta escrita visando a produção de um podcast sobre o tema da independência. Funcionando como um concurso, o edital do festival prevê duas fases. Na primeira, serão selecionadas 20 propostas escritas. Na segunda, a curadoria selecionará 8 podcasts vencedores.

Poderão submeter propostas de podcasts docentes e pesquisadoras(es) com formação em história e áreas afins, do Brasil e do Exterior.  Os vencedores terão seus programas veiculados na primeira temporada do SEO Cast, o podcast da Sociedade Brasileira de Estudos dos Oitocentos, e uma certificação do tipo premiação. Para conferir as normas completas de participação e o cronograma do festival, clique aqui. Para outras dúvidas, escreva para a equipe da SEO: [email protected] ou acesse seu site.

“O intuito é contribuir com as discussões sobre o marco dos 200 anos da Independência do Brasil. Serão admitidos podcasts que versam também sobre comemorações, festas e releituras historiográficas que tenham contribuído para repensarmos esse marco histórico. O objetivo central é permitir que estes conceitos sejam debatidos em formato podcasts, no sentido de trazer a estas questões e abordagens novas formas de divulgar o conhecimento histórico. Além disso, oportunizar uma produção em linguagem acessível ao grande público, fundamentada em pesquisas históricas atualizadas e fontes do período”, informou a organização do festival.  

Bruno Leal

Fundador e editor do Café História. É professor adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História Social. Tem pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisa História Pública, História Digital e Divulgação Científica. Também desenvolve pesquisas sobre crimes nazistas e justiça no pós-guerra.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.